Sem categoria

Agência Minas Gerais | Governador destaca importância da inovação na gestão pública no Conexão Contábil Nacional

O governador Romeu Zema participou da segunda edição do evento Conexão Contábil Nacional, promovido pelo Conselho  Federal de Contabilidade e pela Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon), nesta quarta-feira (3/7), em Belo Horizonte.

No encontro, o governador destacou a importância de uma gestão pública inovadora para impulsionar o desenvolvimento socioeconômico do estado e do Brasil, promovendo eficiência, transparência e responsabilidade na gestão dos recursos públicos.

Para exemplificar, Zema destacou uma série de ações e medidas tomadas durante os cinco anos de governo em Minas. Ele lembrou que, em 2019, assumiu um Estado “quebrado” e foi necessário enxugar despesas e ampliar receitas sem aumentar impostos para os contribuintes mineiros, dinamizando as atividades econômicas.

“O déficit de Minas Gerais em 2018 foi de quase R$ 11 bilhões. No ano seguinte, conseguimos reduzir para R$ 8 bilhões, depois para R$ 5 bilhões e R$ 2 bilhões, mantendo equilíbrio de 2 ou 3 anos para cá. É uma melhoria considerável no que diz respeito às contas públicas”, lembrou Zema.

Além da redução de despesas, o governador destacou a atração de investimentos privados. Já são mais de R$ 430 bilhões em investimentos atraídos para Minas Gerais desde 2019.

 








 
 
   
   

 

Transparência

Por estes motivos, o presidente do Conselho Federal de Contabilidade parabenizou o governador e a contadora-geral do Estado, Maria da Conceição Barros de Rezende Ladeira, pelo trabalho de transparência das contas do Estado.

“Mais uma vez quero parabenizar o governador por enxergar a classe contábil, essa classe que é tão responsável pela transparência, pelo desenvolvimento, pelo fomento ao controle externo e interno, o controle social. Também quero parabenizar a nossa contadora-geral do Estado, Maria da Conceição Barros de Rezende Ladeira. Sem dúvida, é por meio do trabalho dela e toda equipe que o governo consegue ser muito mais transparente e traduzir para a sociedade todas aquelas ações que têm sido feitas em benefício da coletividade”, afirmou o presidente do conselho.

Resultados econômicos

Minas Gerais foi o segundo estado com maior saldo na geração de postos formais de trabalho em maio.

Ao todo, 19.430 novos empregos foram criados no estado no quinto mês de 2024. Com a sequência de cinco meses positivos, o estado acumula mais de 133 mil vagas, se mantendo como o segundo no ranking dos que mais geram empregos formais, atrás apenas de São Paulo.

Esta é a melhor sequência em um início de ano desde 2021, levando Minas ao patamar de 869 mil empregos criados desde 2019 e aproximando o estado da meta de um milhão de vagas até 2026.

PIB 1º trimestre de 2024

A economia mineira mantém em 2024 o ritmo de crescimento com o qual fechou o último ano.

O PIB estadual foi divulgado, nesta segunda-feira (1/7), pela Fundação João Pinheiro. No primeiro trimestre, a geração de riquezas pelo estado teve avanço real de 2,9% frente a igual período de 2023 e ficou acima da registrada pela média nacional, de 2,5%.

O desempenho reflete o trabalho do Governo de Minas para incentivar o desenvolvimento econômico estadual, comprovado pela expansão da indústria mineira que, de janeiro a março, foi o principal destaque do Produto Interno Bruto (PIB) de Minas.

O PIB nominal de Minas no primeiro trimestre deste ano totalizou R$ 253,8 bilhões, contra R$ 240,8 bilhões no mesmo intervalo do ano passado. Com o montante, o estado respondeu por uma fatia de 9,4% da riqueza produzida pelo País no mesmo período (R$ 2,71 trilhões), acima dos 9,3% apurados no mesmo trimestre de 2023.