Sem categoria

Agência Minas Gerais | Governo e Codemge lançam internacionalmente o ExportaMinas para diversificar exportações com foco na cozinha mineira

Minas Gerais é um dos estados do país com maior volume de exportações no Brasil e, para diversificar as atividades com foco na cozinha mineira, nasce o ExportaMinas. O programa da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) foi lançado internacionalmente neste sábado (13/4), durante a Specialty Coffee Expo, uma das maiores feiras de cafés especiais do mundo, pelo diretor de Administração e Finanças da Codemge, Lincoln Farias.

O Governo do Estado, por meio da Codemge, em parceria com o Centro Universitário UniBH, o Sebrae e a Expocacer – Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado, terá, pela primeira vez, estande próprio no evento, que acontece em Chicago, nos Estados Unidos, até este domingo (14/4).

“A Codemge, junto com o Governo do Estado, está levando Minas para o mundo. Com o programa ExportaMinas, visamos aumentar e diversificar a exportação dos nossos produtos com foco na gastronomia mineira. Mais visibilidade para a nossa cultura, mais oportunidades e mais crescimento, que consequentemente reforçam a economia do nosso Estado”, afirma Thiago Toscano, presidente da Codemge.

Segundo o governador Romeu Zema, o ExportaMinas é o primeiro passo para colocar os produtos típicos do estado no mercado internacional: “Os produtos da agricultura familiar, de forma especial os cafés especiais, as cachaças, os vinhos, os doces e os queijos, bem como o artesanato, possuem produção de qualidade e procedência”.

O objetivo do ExportaMinas é aumentar a exportação de produtos da mineiridade, tendo como inspiração a França e seu modelo de exportação da gastronomia e da moda no conceito “soft power”. Em um primeiro momento, o programa pretende estruturar serviços de assessoria técnica aos produtores locais e instalar “casas da gastronomia mineira” nos principais mercados mundiais, como Estados Unidos, Europa e Oriente Médio. A meta em cinco anos é habilitar para exportação os principais produtos da gastronomia mineira com utilização do “Selo Verde”.

O “Selo Verde” é uma plataforma pública de dados ambientais criada em conjunto pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com o apoio da organização não-governamental Al-Invest Verde, financiada pela União Europeia (UE). Recentemente, a plataforma foi apresentada a uma delegação da União Europeia, inclusive com os resultados da aplicação da ferramenta nas cadeias produtivas do café, soja e florestas plantadas.

No programa ExportaMinas, quatro passos serão importantes para viabilizar a exportação de produtos típicos mineiros. Primeiro será preciso identificar os produtores com afinidade com o projeto, depois serão construídas parcerias para tratar os entraves já identificados. O terceiro passo será a elaboração do projeto-piloto “franquias em Minas” no mundo e, por último, a replicação do projeto para outros produtores mineiros e setores da economia.