Sem categoria

Trio Terra Bruta comanda programação do Museu Vivo

Avelino Israel


Fundação Cultural Cassiano Ricardo

De volta ao Museu Vivo, o trio sertanejo Terra Bruta é uma das atrações da vivência deste domingo (14), a partir das 14h, no Museu do Folclore de São José dos Campos. Com muitas coisas em comum, o trio é formado pelos músicos autodidatas Dalvo Cândido da Mata (Dalvito), José Batista (Zé do Bico) e José Carlos Lopes.

Além da paixão pela música, todos têm histórias parecidas de como aprenderam a tocar um instrumento. “Eu comecei minha caminhada na música sertaneja quando meu pai comprou um acordeon e lançou um desafio aos seus 13 filhos: quem aprender a tocar primeiro, fica com ele”, lembra o baiano Dalvito, 69 anos.

“A música entrou na minha vida só de observar outras pessoas tocando e a paixão pelo estilo sertanejo impulsionou o aprendizado. A música não tem fim. Hoje, toco um pouco de violão e de acordeon”, conta o mineiro Zé do Bico, 73 anos.  

O joseense José Carlos, 55 anos, destaca que só ele é que partiu para o lado da música na família. “Eu sempre gostei de música. Comecei observando quem eu admirava e, aos poucos, fui aprendendo a tocar, sempre recebendo incentivos do Dalvito e do Zé do Bico.

Miniaturas de ferramentas

Caixa com miniaturas de ferramentas, à esquerda na foto | Foto: Divulgação

Quem visitou o presépio do Museu do Folclore entre os meses de dezembro e janeiro, talvez tenha observado um detalhe interessante no meio das peças em exposição: miniaturas de ferramentas de carpinteiro, feitas em madeira e alumínio pelo mineiro José Paulo de Oliveira, o Zé Paulo, 91 anos.

Zé Paulo foi responsável pela montagem do presépio no ano passado e domingo estará no Museu Vivo compartilhando toda sua sabedoria em fazer objetos em miniatura, habilidade que desenvolveu restaurando os presépios que montou em sua casa.   

Zé Paulo mostra uma de suas ferramentas | Foto: Divulgação

Bolo de banana

A culinária ficará por conta da paranaense Maria Aparecida de Oliveira Luciano, 60 anos, a Cida, como gosta de ser chamada. Ela fará um bolo de banana, receita que aprendeu com as freiras e funcionários da escola onde estudou.

Cida mora em São José há 46 anos e mantém a tradição de receber sua família em casa, tendo festa ou não. “Sempre tenho uma variedade de quitutes para servir a todos. Só da família do meu marido são 13 irmãos. Da minha são 4 irmãs, 3 filhos e 2 netos”, destaca.

Cida durante atividade no museu | Foto: Divulgação

Programa e gestão

O Museu Vivo é um programa que valoriza e dá visibilidade a diferentes representantes da cultura popular regional, em especial nas áreas do artesanato, da culinária e da música. A atividade é aberta ao público e ocorre aos domingos à tarde na área externa do museu, das 14h às 17h.

Instalado no Parque da Cidade desde 1997, o Museu do Folclore é um espaço da Fundação Cultural Cassiano Ricardo gerido pelo CECP (Centro de Estudos da Cultura Popular), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.

 

Museu do Folclore de SJC

Av. Olivo Gomes, 100 – Santana

(12) 3924-7318 ou (12) 3924-7354

www.museudofolclore.org

 


MAIS NOTÍCIAS

Fundação Cultural Cassiano Ricardo