Sem categoria

Pais podem aproveitar período de férias para levar crianças ao dentista

Os cuidados com os dentes são de extrema importância, pois a saúde da boca é capaz de influenciar no funcionamento de todo o corpo. Para os profissionais da saúde, a criação de hábitos saudáveis deve começar durante a infância sendo o período de férias escolares uma oportunidade para levar as crianças ao dentista.

Para essa assistência, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) oferta atendimento diário nas Unidades de Saúde da Família (USF), aplicação tópica de flúor, extração de dentes, remoção de placas, aplicação de selantes, escovação supervisionada, orientação de higienização bucal. Para casos mais graves, a rede municipal dispõe de odontopediatras, que atendem nos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO).

De acordo com a odontopediatra e coordenadora de Saúde Bucal da SMS, Camila Castelo Branco, é importante os cuidados diários para a saúde bucal dos pequenos. “É de extrema relevância ensinar educação de saúde bucal já na primeira infância, visto que os ensinamentos aprendidos serão levados para toda a vida daquele indivíduo. Na nossa rede com o acompanhamento odontológico regular da criança, ela aprende sobre a importância da higienização e realiza tratamento de prevenção às doenças bucais para que essa criança se torne um adulto com uma condição bucal saudável”, explica Camila Castelo Branco.

Nas unidades de saúde o atendimento acontece por demanda espontânea, de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 12h às 16h. Já nos CEOs, os atendimentos são por meio de agendamentos e acontecem das 7h às 11h e das 13h às 17h, também de segunda a sexta.

Para os casos em que os pais trabalham o dia todo e a criança precise de atendimento especializado em odontopediatria, os Centros de Especialidades Odontológicas Mangabeira e Torre dispõem de agenda noturna para esse público, dentro do programa de saúde bucal do trabalhador, que acontece de segunda a sexta-feira, das 17h às 21h, nesses Centros.

“O período de férias é o período mais conveniente devido à disponibilidade da criança e dos pais, porém toda a oportunidade de levar a criança ao dentista é válida. É no período de férias também que as crianças tendem a ter uma alimentação mais desregulada, tanto em questão de consumo de alimentos não saudáveis, quanto em horário, por isso os pais ou responsáveis devem realizar um controle de alimentos açucarados, além da supervisão na escovação, principalmente na escovação da noite”, alerta Camila Castelo Branco.

A odontopediatra orienta também que a partir do nascimento do primeiro dente, as crianças já devem ser levadas ao dentista. “Por volta dos seis meses, quando nasce o primeiro dentinho, a criança deve ser levada ao dentista e é nesse momento que já deve ser iniciada a escovação. A partir dos seis anos orientamos que a criança passe a ser acompanhada com um odontopediatra, pois esse profissional vai conseguir identificar e tratar previamente situações que possam gerar mais pra frente o uso de aparelhos ou casos mais graves como a necessidade de cirurgias”, destaca Camila Castelo Branco.

Rede de Saúde Bucal – Atualmente, João Pessoa conta em sua rede com 191 Equipes de Saúde Bucal, compostas por dentistas e auxiliares de saúde bucal.

Nas Unidades de Saúde da Família (USF) são ofertadas consultas, profilaxia (limpezas), restaurações, remoção de tártaro, urgências, extrações dentárias, entre outros serviços. Ainda na Atenção Primária, a rede conta com a Unidade Odontológica Móvel (UOM), também chamado de Odontomóvel, que roda a cidade cobrindo as áreas descobertas e ofertando os mesmos serviços das USF.

Já os atendimentos especializados em saúde bucal acontecem em três Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), localizados no Cristo, Torre e Mangabeira, estes dois últimos funcionando 24h. Nos CEOs são ofertados serviços de odontopediatria, cirurgia oral menor, endodontia (tratamento de canal), dentística (restaurações), radiologia, periodontia (tratamento da gengiva), estomatologia (diagnósticos de lesões da cavidade bucal), realização de biópsias e prótese dentária, além do atendimento especializado a pacientes com necessidades especiais e do projeto Saúde do Tt atendimento específico para trabalhadores, com atendimento diferenciado das 17h às 21h.

Além de encaminhados das USFs, os CEOs atendem usuários dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e de algumas Organizações não governamentais (ONGs) que atuam no seguimento da assistência psicossocial, bem como as crianças com doenças raras.