Sem categoria

Unicamp está no grupo das 15,6% melhores universidades do mundo

Unicamp se destaca nos quesitos de rede internacional de pesquisa e de reputação acadêmica

A Unicamp foi classificada na posição 232 da edição 2025 do QS World University Ranking (QS WUR 2025), um dos principais rankings universitários internacionais. Isso coloca a universidade no grupo das 15,6% melhores universidades do mundo. Na edição 2025 do QS WUR, foram avaliadas 5.663 instituições de ensino, de 106 países, com 1.503 instituições classificadas.

Ainda de acordo com o QS WUR 2025, a Unicamp é a 2ª melhor do país e 10ª da América Latina. Do total, foram avaliadas 35 instituições brasileiras e 194 latino-americanas.

“É uma posição honrosa para a Unicamp estarmos entre as melhores instituições do mundo e, sobretudo, no país e na América Latina”, avalia Fernando Sarti, pró-reitor de Desenvolvimento Universitário. Segundo Sarti, a estabilidade no posicionamento da Universidade é um indicador positivo: “Isso mostra que traçamos estratégias corretas de desenvolvimento”.

O ranking é elaborado a partir de nove indicadores com pesos diferentes: reputação acadêmica, que corresponde a 30% da pontuação de 0 a 100 recebida pelas universidades; citações por docente, com peso de 20%; reputação empresarial (15%); relação aluno-docente (10%); resultados de emprego (5%); internacionalização do corpo docente (5%); internacionalização do corpo discente (5%); rede internacional de pesquisa (5%) e sustentabilidade (5%).

A pontuação final da Unicamp foi de 42,9, resultado acima do registrado no QS WUR 2024, quando a pontuação foi de 42,7. Já a posição da Universidade no ranking caiu de 220 em 2024 para 232 em 2025. O declínio se justifica pelo aumento no número de instituições participantes do ranking neste ano. No total, foram 2.963 universidades avaliadas em 2024 e 5.663 em 2025. Com os resultados obtidos, a Unicamp supera 84,6% das 1.503 universidades ranqueadas.

Ponto a ponto

Entre os nove indicadores avaliados, a Unicamp se destaca nos quesitos de rede internacional de pesquisa, com 85,4 pontos, e de reputação acadêmica, com 71,8 pontos. Os dois quesitos apresentaram elevação nas notas. Em 2024, a rede internacional de pesquisa recebeu 53,7 pontos, e reputação acadêmica, 70,3 pontos. Outro quesito com aumento na pontuação foi resultados de emprego: a universidade recebeu 25,1 pontos em 2025, contra 9,6 em 2024.

Apresentaram queda na pontuação os indicadores reputação empresarial, com 40,3 pontos (50,1 na edição anterior); sustentabilidade, com 65,9 pontos (74,8 em 2024); e citações por docente, com 24,3 pontos (24,9 pontos na última edição).

Veja a pontuação da Unicamp nos nove indicadores avaliados na edição 2025 (pontos de 0 a 100)

  • Reputação acadêmica – 71,8 (70,3 na edição 2024)
  • Citações por docente – 24,9 (24,3 na edição 2024)
  • Reputação empresarial – 40,3 (50,1 na edição 2024)
  • Resultados de emprego 25,1 (9,6 na edição 2024)
  • Relação aluno-docente – 14,7 (13,0 na edição 2024)
  • Internacionalização do corpo docente – 10,7 (11,7 na edição 2024)
  • Rede internacional de pesquisa – 85,4 (53,7 na edição 2024)
  • Internacionalização do corpo discente – 2,7 (2,9 na edição 2024)
  • Sustentabilidade – 65,9 (74,8 na edição 2024)

Sarti comenta que a grande vantagem de rankings universitários, como o QS WUR, é a possibilidade de a instituição se autoavaliar de forma sistêmica. “Independentemente dos indicadores específicos, podemos analisar como nosso trabalho se equipara ao de outras grandes instituições do mundo e também o quanto ele evoluiu ao longo dos anos”, aponta o pró-reitor.

Sobre o QS World University Ranking 2025

O QS World University Rankings é uma das avaliações universitárias anuais publicadas pela consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS). Juntamente ao THE Ranking, elaborado pela Times Higher Education, é um dos principais rankings universitários internacionais, com ampla repercussão nos meios acadêmicos e não-acadêmicos.

Segundo a consultoria QS, a avaliação dos indicadores acadêmicos do ranking 2025 envolveu a análise de 17,4 milhões de publicações e 175,9 milhões de citações. Já para os indicadores de reputação, foram reunidos 1,9 milhão de indicações de pesquisadores e 660 mil indicações empresariais.

Além do ranking mundial, a Unicamp também apresenta destaque na classificação de universidades da América do Sul. Em 2024, a universidade conquistou o 3º lugar entre as instituições do continente.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap