Sem categoria

Escolas da rede municipal realizam processo de escolha dos líderes estudantis

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), está realizando, até o final do mês de abril, um processo de escolha dos novos líderes estudantis nas unidades de ensino. Na Escola Municipal Lions Tambaú, no bairro dos Bancários, a escolha aconteceu, nesta quinta-feira (4), por meio de urnas eletrônicas cedidas por meio de uma parceria com o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).  

A iniciativa é da Diretoria de Ensino, Gestão e Escola de Formação (Degef), e da Seção de Apoio ao Grêmio Estudantil. “É um projeto de suma importância para os nossos estudantes porque acima de tudo ele trata da questão da liderança estudantil e do protagonismo infantojuvenil. E aí quando a gente pensa no ensino, pensamos em um ensino democrático, no ensino equitativo. Essa ação contribui diretamente para esse processo democrático nas escolas”, explicou a assistente social e responsável por coordenar o projeto Liderança Estudantil na Escola Lions Tambaú, Thélia Paiva.  

O Departamento de Projetos Especiais da Sedec vem realizando várias ações para a promoção do protagonismo estudantil com objetivo de desenvolver o protagonismo através de instâncias de representatividade, com a participação ativa dos alunos e alunas nos espaços democráticos das unidades de ensino.  

“A primeira atividade para este ano de 2024 está sendo a mobilização dos estudantes para realizar as eleições de representantes/líderes de turmas, dos 4º aos 9º anos e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Para isso, as escolas trabalharam os temas: democracia participativa e representativa; perfil e papel de um representante; papel dos eleitores”, disse o chefe da seção de apoio ao Grêmio Estudantil da Sedec, Bruno Chaves.  

Em 2023, foram eleitos 3.010 líderes de turma presentes em todas as 100 escolas da rede. Hellena Sofia, do 4º ano, é uma das candidatas. Ela está confiante na vitória. “Eu quero ganhar para ajudar a minha sala a melhorar nas tarefas, no comportamento. Quero também ajudar minha professora. Agora é só aguardar a votação”, afirmou.  

Também será função dos eleitos representarem a turma perante as instâncias da escola e da secretaria, além de representarem as demandas da turma junto à Secretaria de Educação, aos professores e à escola.

Este processo de formação cidadã se fortalece com a parceria institucional do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, que tem disponibilizado urnas eletrônicas em algumas escolas do município.  

“A Justiça Eleitoral se aproxima cada vez mais da sociedade quando dialoga através das suas ações de cidadania. Educação é cidadania e a urna eletrônica é um importante patrimônio não só da Justiça Eleitoral, como do povo brasileiro. Assim, oportunizar o seu uso por estudantes do ensino fundamental da rede pública municipal de João Pessoa, é garantir um direito fundamental à educação e cidadania preconizados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), assim como pela Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o Brasil é signatário. Mostrar o funcionamento da urna eletrônica é também uma oportunidade de desmontar as fake news em torno da Justiça Eleitoral, garantindo, assim, o fortalecimento da democracia”, enfatizou Nara Limeira dos Santos, técnica judiciária do TRE-PB.